Segurança e Benefícios de Adoçantes com Baixo Teor ou sem Calorias

11 de outubro de 2018 —Rosanne Rust MS, RDN, LDN  —

Ao contrário dos adoçantes calóricos, os adoçantes de baixo teor ou sem calorias proporcionam aos consumidores a doçura que desejam sem adicionar calorias ou carboidratos à dieta. Muitos adoçantes de baixo teor ou sem calorias (low and no calorie sweeteners, LNCS na sigla em inglês) têm décadas de pesquisa em seus históricos e inúmeros benefícios na perda de peso, no controle do diabetes e na saúde. A segurança dos adoçantes, incluindo a sacarina, aspartame, sucralose, estévia, acessulfame de potássio (ou acessulfame-K) e a alulose, foi pesquisada.

Por quê?
Por que precisamos de LNCSs? A maioria das pessoas sabe que a obesidade é um problema nos Estados Unidos e em todo o mundo. Muitos dos produtos ‘light’ e de calorias reduzidas disponíveis para assistir na redução de calorias na gestão do peso ou controle do açúcar sanguíneo no diabetes não estariam no mercado sem os LNCSs. Foi demonstrado que a redução de açúcar na dieta ajuda a reduzir calorias, e possivelmente a reduzir os riscos de doenças, incluindo a síndrome metabólica, a qual pode levar ao risco de diabetes e doenças cardíacas. Os LNCSs tiveram um enorme impacto em muitas categorias de alimentos, incluindo as bebidas açucaradas, o que pode auxiliar na redução geral do açúcar na dieta.

Fatos básicos
A variedade de opções no mercado hoje oferece propriedades que os tornam um atrativo em várias categorias de alimentos.

A sacarina é 300-500 vezes mais doce que o açúcar, e vem sendo utilizada como adoçante não calórico há mais de um século. Além de seu papel como ingrediente para adoçar alimentos e bebidas, é também um adoçante de mesa vendido sob a marca Sweet n’Low®.

O aspartame é quase 200 vezes mais doce que o açúcar e tem um sabor semelhante ao açúcar, tornando-o adequado para uma variedade de produtos como bebidas e gomas de mascar. É também um adoçante de mesa e utilizado sob o nome da marca Equal®.

A sucralose é 600 vezes mais doce que o açúcar e é estável ao calor. A sucralose adoça uma série de alimentos e bebidas, e também está disponível sob a marca Splenda® No Calorie Sweetener.

A estévia é um adoçante derivado da planta stevia rebaudiana bertoni produzido do extrato de suas folhas, e é 200 a 300 vezes mais doce que o açúcar. Este adoçante não calórico é utilizado como adoçante de mesa sob as marcas Stevia in the Raw® e Truvia®. Pode ser utilizada em uma variedade de receitas e é estável ao calor.

O acessulfame de potássio pode ser utilizado em misturas para bebidas, bem como em bebidas carbonadas. É altamente estável ao calor, tornando-o um atrativo para muitos tipos de produtos. Pode ser combinado com aspartame e sucralose para melhorar o perfil do sabor. É utilizado em bebidas, iogurte, sorvete, geleias, panificação, pasta de dente, antissépticos bucais e goma de mascar.

A alulose é um açúcar de baixo teor calórico com um sabor puro. Como é absorvido, mas não metabolizado, não tem efeito sobre o açúcar sanguíneo ou resposta à insulina.

Dado que cada adoçante possui características únicas no processamento de alimentos, algumas vezes os LNCSs são utilizados de forma conjunta. A indústria alimentícia testa receitas até produzir um produto aceitável para o consumidor e que tenha o sabor, a textura e a atratividade da sua contraparte com maior teor calórico.

Histórico e segurança

  • A sacarina foi descoberta há mais de cem anos e aprovada em mais de 100 países em todo o mundo. A sacarina é um adoçante não nutritivo que não é metabolizado pelo organismo (passa pelo organismo inalterado). Os estudos anteriores realizados em animais que questionaram sua segurança não são considerados relevantes para seres humanos, e mesmo nos 14 estudos de animais de geração única envolvendo várias espécies de animais, a sacarina não demonstrou indução ao câncer em nenhum órgão, mesmo em doses excepcionalmente altas.
  • O aspartame foi aprovado para uso nos Estados Unidos em 1981. Segundo a Administração de Alimentos e Medicamentos norte-americana (FDA): “o aspartame é uma das substâncias mais exaustivamente estudadas no abastecimento alimentar humano, com mais de 100 estudos que respaldam sua segurança”. É composto por dois aminoácidos de ocorrência natural (fenilalanina e ácido aspártico) e metanol.
  • A estévia é utilizada há séculos na América do Sul como chá ou adoçante. No mercado norte-americano é utilizada desde meados dos anos 90. A estévia é aprovada pela FDA como um aditivo alimentar e está na lista “Geralmente Reconhecidos como Seguros” (Generally Recognized As Safe, GRAS na sigla em inglês). É também aprovada como segura para o uso globalmente por importantes autoridades médicas e científicas, incluindo a Autoridade de Segurança Alimentar Europeia (EFSA) e o Comitê Conjunto de Peritos em Aditivos Alimentares (JECFA).
  • A sucralose é aprovada para o uso desde 1998 e sua segurança foi validada por várias organizações de saúde, incluindo a FDA, a Autoridade de Segurança Alimentar Europeia, o Departamento de Saúde do Canadá e outros.
  • O acessulfame-K foi aprovado pela FDA em 1988, estudado extensivamente e também aprovado pelo Comitê Conjunto de Peritos em Aditivos Alimentares da Organização Mundial da Saúde e pelo Comitê Científico de Alimentos da União Europeia. É absorvido pelo organismo e passa inalterado na urina.
  • A alulose ingressou no mercado em 2015, e é classificada GRAS pela FDA para uso como ingrediente alimentar e em combinação com outros adoçantes.

Conceitos errôneos comuns

Perda de peso e diabetes
O mero consumo de LNCSs não promoverá a perda de peso, contudo não há informação de que contribuem para o aumento de peso. A obesidade é um transtorno complexo e o tratamento deve ser individualizado. Os LNCSs podem, no entanto, auxiliar na redução dos riscos associados à obesidade quando produtos de calorias integrais são substituídos por produtos adoçados com LNCSs. Uma pesquisa entre os membros do Registro Nacional de Controle de Peso que conseguiram manter o peso indicou que os LNCSs auxiliam na gestão do peso. O uso de produtos de baixo teor calórico pode ajudar tanto na redução como na manutenção do peso, e podem auxiliar na manutenção de uma dieta para o diabetes. Os LNCSs também não afetam os níveis de glicose sanguínea ou da insulina.

Cárie dentária
Os LNCSs são utilizados para reduzir calorias em bebidas, como adoçantes de mesa, em gomas de mascar, doces, sorvetes, geleias, glacês, iogurtes e bebidas, e também são utilizados em alguns medicamentos (como xarope e pastilhas para tosse). Todas estas aplicações podem ajudar a reduzir o risco de cáries dentárias.

Saúde intestinal
O estudo do microbioma intestinal é uma nova fronteira na ciência. É possível que a saúde intestinal tenha impacto na saúde geral de todos os sistemas do organismo. Um estudo concluiu que a Splenda® (sucralose) promoveu a disbiose com expansão de protobactéria em camundongos. A pesquisa acerca do impacto de dietas na saúde intestinal está apenas emergindo, mas os LNCSs podem desempenhar um papel positivo.

Resumo
Para serem utilizados em nosso abastecimento alimentar, os adoçantes de baixo teor e sem calorias são aprovados e regulamentados pela FDA. Estes adoçantes podem desempenhar um papel em um estilo de vida saudável que combina hábitos alimentares sensatos e atividade física.

Um estilo de vida equilibrado inclui porções moderadas de uma variedade de alimentos juntamente com a atividade física regular. Não deixe de compartilhar os fatos com seus pacientes utilizando fontes adequadas e científicas. Os adoçantes de baixo teor ou sem calorias podem ajudar seus pacientes a atingir suas metas de reduzir o açúcar na dieta.

Rosanne Rust MS, RDN, LDN é uma nutricionista clínica e dietética credenciada com mais de 25 anos de experiência. Rosanne é colaboradora remunerada da Allulose.org. Como Consultora de Comunicação Nutricional ela apresenta mensagens claras, ajudando-os a entender a ciência da nutrição para que possam ter uma alimentação saudável. Rosanne é coautora de vários livros, incluindo DASH Diet For Dummies® e The Glycemic Index Cookbook For Dummies®. Ela é esposa e mãe de três meninos; pratica o que prega com atividades físicas regulares, boa comida e diversão festiva. Siga-a no Twitter @RustNutrition.

faq2Do you have questions about low-calorie sweeteners? Want to learn more about maintaining a healthy lifestyle? You asked and we listened. Our resident Registered Dietitians answered the most popular questions about low-calorie sweeteners.